Dizia á pouco o Prof. Marcelo Rebelo de Sousa no seu comentário semanal a uma estação de TV da nossa praça que já não podemos acreditar em ninguém.
Referia o Sr. Prof. que Tony Blair defendeu que a UE faça um “período de reflexão” de vários meses, após a vitória do ‘não’ nos referendos francês e holandês à Constituição Europeia.
Jacques Chirac não deverá ficar condicionado em nenhum caso a uma revisão das despesas agrícolas. E que os Países que recentemente aderiram a UE perfilham a opinião de ser preferível encerrar um “acordo imperfeito” sobre as perspectivas financeiras da União Europeia do que abandonar a mesa de negociações sem um consenso.
Nós por cá “Decidimos dar orientações ao grupo parlamentar do PS para, face às decisões tomadas pelo Conselho, adiar o referendo”, disse o primeiro-ministro José Sócrates aos jornalistas portugueses.
Mas afinal acreditar em quê? Nos políticos? Diz Séneca que "Cada um é tão infeliz quanto acredita sê-lo."
Eu Já Tinha Tell que estou farto de ser Enganado e depois ser Enganado é uma coisa que me chateia.
Share To:

Post A Comment:

0 comments so far,add yours

width='100%'/>